FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

INFIELMENTE TUA

Howard Zieff tinha pouco mais de dez anos de carreira como diretor de longas, a maioria deles comédias. Após o sucesso de A Recruta Benjamin, de 1980, quatro anos depois Zieff nos traz a refilmagem de Odeio-te Meu Amor, escrito e dirigido em 1948 por Preston Sturges. A nova versão teve o roteiro adaptado por Valerie Curtin, Barry Levinson e Robert Klane e recebeu no Brasil uma tradução literal do título original, Infielmente Tua. A história gira em torno do compositor e maestro Claude Eastman (Dudley Moore), casado com a bela Daniela (Nastassja Kinski). Extremamente ciumento, Claude pede ao amigo Norman (Albert Brooks) que “cuide” de sua jovem esposa enquanto ele viaja a trabalho. Como era de se esperar, confusões acontecem e o marido, ao retornar, decide matar sua mulher e jogar a culpa em Max (Armand Assante), o suposto amante. Infielmente Tua é sustentado por uma premissa que oferece situações bem engraçadas. Mas isso, por si só, não seria suficiente caso o elenco não ajudasse. Felizmente, não é o que acontece aqui. Dudley Moore estava no melhor momento de sua carreira e o diretor soube tirar proveito disso. Além do mais, a responsabilidade era grande, afinal, o papel pertencia originalmente a Peter Sellers, que veio a falecer em julho de 1980. Com isso, a produção foi adiada por cerca de três anos.

INFIELMENTE TUA (Unfaithfully Yours – EUA 1984). Direção: Howard Zieff. Elenco: Dudley Moore, Nastassja Kinski, Armand Assante, Albert Brooks, Cassie Yates, Richard Libertini, Jan Tríska, Jane Hallaren e Richard B. Shull. Duração: 96 minutos. Distribuição: Fox.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES