FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

BRINQUEDO ASSASSINO

O ator, roteirista e diretor Tom Holland (nenhuma relação com o ator que faz o Homem-Aranha), vinha do sucesso de A Hora do Espanto, em 1985. Três anos depois ele dirigiu Brinquedo Assassino e inaugurou uma das mais lucrativas e originais franquias do cinema de terror. Até o momento foram feitas nada menos que sete continuações e um reboot (reinício). Mas esse primeiro, que foi escrito pelo próprio diretor junto com John Lafia, a partir de uma história criada por Don Mancini, continua sendo o melhor de todos. Tudo começa quando um assassino é morto pela polícia. Só que antes de morrer ele consegue transferir sua alma para um boneco Chucky. Tempos depois, o menino Andy (Alex Vincent) ganha um desses bonecos. Justo aquele que recebeu a alma do criminoso. Brinquedo Assassino oferece bons sustos e boas surpresas e, curiosamente, algumas das continuações futuras assumiram também o humor nonsense em suas histórias. Em tempo: o nome completo do assassino que assume o “corpo” de Chucky é Charles Lee Ray, que junta nomes de três notórios assassinos norte-americanos (Charles Manson, Lee Harvey Oswald e James Earl Ray).

BRINQUEDO ASSASSINO (Child’s Play – EUA 1988). Direção: Tom Holland. Elenco: Catherine Hicks, Chris Sarandon, Alex Vincent, Brad Dourif, Dinah Manoff, Tommy Swerlow, Neil Giuntoli e Jack Colvin. Duração: 87 minutos. Distribuição: MGM/UA.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES