FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

BATEM À PORTA

Quando vi o trailer de Batem à Porta, de M. Night Shyamalan, lembrei do filme A Caixa, dirigido em 2009 por Richard Kelly. A premissa de ambos parecia partir de um mesmo pressuposto envolvendo uma escolha. Mas há, na verdade, muitas diferenças entre eles. O roteiro de Batem à Porta, escrito pelo próprio Shyamalan junto com Steve Desmond e Michael Sherman, tem por base o livro O Chalé no Fim do Mundo, de Paul Tremblay. Tudo começa quando Leonard (Dave Bautista) chega até a cabana onde Eric (Jonathan Groff) e Andrew (Ben Aldridge) estão com a filha Wen (Kristen Cui). O estranho vem acompanhado de outras três pessoas e anuncia a chegada do apocalipse, que poderá ser evitado caso um dos membros da família seja sacrificado. Ou seja, a morte de um salvará a vida de bilhões. Shyamalan é um cineasta que tem se revelado inconstante em suas obras. Às vezes acerta, como é o caso aqui. Às vezes erra completamente. Batem à Porta se passa quase que inteiro em um mesmo cenário e conta com um núcleo básico de três atrizes e quatro atores no elenco, com destaque para Dave Bautista, que revela uma faceta bastante diferente dos papéis que estamos acostumados a vê-lo. No final, as soluções são coerentes com a proposta apresentada e o diretor, habilidosamente, faz bom uso do espaço para criar a tensão necessária para esse tipo de história.  

BATEM À PORTA (Knock at the Cabin – EUA 2023). Direção: M. Night Shyamalan. Elenco: Dave Bautista, Jonathan Groff, Ben Aldridge, Kristen Cui, Nikki Amuka-Bird, Abby Quinn e Rupert Grint. Duração: 100 minutos. Distribuição: Universal.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES