FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

HAIR

“Quando a Lua estiver na sétima casa e Júpiter se alinhar com Marte. Então a paz guiará os planetas e o amor misturará as estrelas. Esse é o amanhecer da era de Aquarius”. Parece papo de bicho-grilo, não? São os versos da canção-tema de Hair, cultuado musical da Broadway dos anos 1960, adaptado para o cinema por Milos Forman, em 1979. Tudo começa com o jovem Claude Hooper Bukowski (John Savage) chegando à Nova Iorque. Ele vem do interior de Oklahoma para se alistar no Exército e lutar no Vietnã. Termina conhecendo um grupo de hippies liderado por Berger (Treat Williams), de quem fica amigo. Ele também conhece Sheila (Beverly D’Angelo), por quem se apaixona. Hair é antes de tudo um defensor da máxima “faça amor, não faça a guerra”. Sua vocação é inteiramente pacifista. Com uma trilha sonora impecável, fica difícil resistir ao convite para cantar junto. O elenco, muito bem escalado, consegue transmitir todo o sentimento necessário. E os figurinos e as coreografias estão perfeitos. Preste atenção, bem no começo do filme, em uma cena no Central Park . Até os cavalos dançam! E ainda não existia a tecnologia de imagem gerada por computador na época em que o filme foi feito. Milos Forman, natural da República Tcheca, em seu terceiro filme americano, resgata um período de transformações. Um momento em que os Estados Unidos perderam sua inocência. Uma lampejo de lucidez de um grupo que pregava “paz e amor” contra um governo bélico e reacionário. Hair é uma viagem, com todas as conotações que o termo permite. Não deixe de embarcar.
HAIR (Hair – EUA 1979). Direção: Milos Forman. Elenco: John Savage, Treat Williams, Beverly D’Angelo, Nicholas Ray, Annie Golden, Dorsey Wright, Don Dacus e Richard Bright. Duração: 121 minutos. Distribuição: Fox.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

3 respostas

  1. Chame as crianças para sala, também a empregada, a espasa/esposo, a sogra, o sogro, os vizinhos todos. Chame os irmãos, as irmãs, os amigos queridos e os distantes, a professora das crianças, o guarda de trânsito, o seu advogado, o amante de sua mulher, sua amante, o padeiro, o vendedor de pipoca, o porteiro do prédio, a bichona da esquina, o machista do encanador, chame todos! Hair é um filme para ouvir em alto e bom som rodeado de gente por todos os lados!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES