FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

CÍRCULO DE FOGO

Imagine que existe uma fenda no pacífico que serve de passagem para gigantescos monstros de uma outra dimensão entrarem em nosso planeta. Se isso acontecesse de verdade, provavelmente seria fechada por uma bomba nuclear ou alguma ação militar de grande porte. Poderia até virar um filme, mas, não seria tão legal e divertido como a solução encontrada pelo cineasta mexicano Guillermo Del Toro em Círculo de Fogo. Ao invés do que seria esperado, Del Toro resolve a parada no muque. Se as criaturas que estão invadindo a Terra são monstruosas, para combatê-las, nada melhor que máquinas maiores ainda. De um lado, temos os ferozes extraterrestres, conhecidos como Kaijus. Do outro, os valentes robôs gigantes, chamados de Jaegers, controlados mentalmente por dois humanos com mentes compatíveis. O diretor, que também escreveu o roteiro, junto com Travis Beacham, autor da história original, presta aqui uma bela homenagem aos seriados japoneses dos anos 1960 e 1970.  Quem cresceu nesse período ficará maravilhado com o visual arrebatador e a ação desenfreada. Del Toro é um artista do fantástico e demonstra, a cada novo trabalho, um senso narrativo apurado e cheio de criatividade. Círculo de Fogo é cinemão da melhor qualidade.
CÍRCULO DE FOGO (Pacific Rim – EUA 2013). Direção: Guillermo Del Toro. Elenco: Charlie Hunnam, Idris Elba, Diego Klattenhoff, Rinko Kikuchi, Charlie Day, Burn Gorman, Max Martini, Robert Kazinsky, Milton Barnes, Clifton Collins Jr. e Ron Pearlman. Duração: 131 minutos. Distribuição: Warner.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

  1. Esse filme é de tirar o fôlego. Eu nem respirava no cinema. E olha que eu vi dublado, o que já devia tirar toda a minha concentração. Para esclarecer, teve que ser dublado por um infortúnio da ocasião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES