FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

SHINE – BRILHANTE

O cineasta australiano Scott Hicks vinha de uma carreira de pouco mais de duas décadas. Ele havia dirigido alguns longas e documentários para televisão quando tornou-se mundialmente conhecido com Shine – Brilhante, que ele dirigiu em 1996. O roteiro de Jan Sardi foi escrito a partir de uma história do próprio Hicks e se baseia na vida real do músico David Helfgott, vivido no filme pelo então desconhecido Geoffrey Rush. Helfgott é um exímio pianista. Desde criança esse talento se manifestou, no entanto, paralelo a isso, se manifesta também, gradativamente, um transtorno esquizoafetivo. Shine – Brilhante nos conduz pelos altos e baixos deste genial pianista. Talvez até por conta de sua larga experiência em documentários, Scott Hicks imprime uma narrativa quase documental ao filme. O que faz com que tudo funcione muito bem. E conta com Geoffrey Rush em estado de graça. Não por acaso premiado com o Oscar de melhor ator em 1997.

SHINE – BRILHANTE (Shine – Austrália 1996). Direção: Scott Hicks. Elenco: Geoffrey Rush, Armin Mueller-Stahl, John Gielgud, Lynn Redgrave, Sonia Todd, Noah Taylor, Nicholas Bell e Chris Haywood. Duração: 105 minutos. Distribuição: Buena Vista.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES