FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

RASTROS DE ÓDIO

Certa vez perguntaram a Orson Welles o nome de três grandes diretores de cinema. Diz a lenda que ele teria respondido: John Ford, John Ford e John Ford. Verdade ou não, a história faz justiça a este grande diretor que costumava se apresentar dizendo simplesmente: Meu nome é John Ford e eu faço westerns. Realizado em 1956, Rastros de Ódio é uma de suas obras-primas. Na trama, acompanhamos a visita de Ethan (John Wayne), um ex-soldado confederado, ao rancho do seu irmão. Dias depois, o local é atacado e massacrado por índios Comanches. Ethan, acompanhado do sobrinho Martin (Jeffrey Hunter), inicia uma caçada de vingança para matar os índios e resgatar a sobrinha seqüestrada. Ford, em seu 12º trabalho com Wayne, filmou boa parte de Rastros de Ódio em sua locação favorita: o Monument Valley, no Estado americano de Utah. Com belas e fortes imagens capturadas pela lente do fotógrafo Winton C. Hoch e uma trilha sonora marcante composta por Max Steiner, aliadas a um roteiro preciso, escrito por Frank S. Nugent, um elenco primoroso e uma direção de mestre. Tudo isso combinado faz com que o filme seja mais que obrigatório. Rastros de Ódio é fundamental.

RASTROS DE ÓDIO (The Searchers – EUA 1956). Direção: John Ford. Elenco: John Wayne, Jeffrey Hunter, Vera Miles, Olive Carey, Ward Bond, John Qualen e Natalie Wood. Duração: 118 minutos. Distribuição: Warner.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES