FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O PROFETA

Quando foi lançado em 2009, O Profeta, de Jacques Audiard, foi comparado ao nosso Cidade de Deus e também foi chamado de O Poderoso Chefão francês. Além dessas duas influências, é visível em cada fotograma ecos da obra de Quentin Tarantino, presente nos diálogos inspirados e principalmente, na trilha sonora. Ao longo daquele ano recebeu diversas indicações e ganhou algumas delas, como o Bafta, da Academia Britânica, na categoria de melhor filme estrangeiro. Com um roteiro ágil escrito a oito mãos por Jacques Audiard, Thomas Bidegain, Abdel Raouf Dafri e Nicolas Peufaillit, O Profeta conta a trajetória de Malik El Djebena (Tahar Rahim), um jovem de 19 anos, analfabeto e de origem árabe. Ele é preso e ao contrário do que possa parecer, a prisão se transforma em um curso intensivo de aprendizagem e graduação nas artes do crime e da sobrevivência. Audiard mostra sem máscaras o funcionamento do sistema carcerário, onde Malik é obrigado por César (Niels Arestrup), chefe da gangue que controla o lugar, a executar diversas tarefas, de tráfico de drogas até assassinatos. Aos poucos, ele conquista a confiança do líder, porém, em segredo, ele desenvolve seus próprios planos. Com um roteiro bem escrito, atores mais que perfeitos (e não por acaso vencedores de diversos prêmios de interpretação) e uma direção segura e de extrema criatividade, O Profeta é um filme, sem trocadilhos, poderoso. E de quebra, ainda usa como pano de fundo o fim da moeda francesa, o franco, e a adoção da nova moeda comum adotada pela União Européia, o euro. A prisão funciona como um microcosmo dessa Europa, unida pelo dinheiro, porém, cheia de conflitos internos por conta de suas misturas raciais, étnicas e culturais. Basta prestar atenção na amassada nota de 50 francos que Malik carrega no bolso quando é preso. Isso é só a ponta do iceberg.
O PROFETA (Un Prophète – França 2009). Direção: Jacques Audiard. Elenco: Tahar Rahim, Niels Arestrup, Adel Bencherif, Hichem Yacoubi, Reda Kateb e Slimane Dazi. Duração: 155 minutos. Distribuição: Sony.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES