FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

MIRADOR

O universo do boxe é riquíssimo para se contar boas histórias no cinema. Elas costumam transcender o espaço do ringue e tratar de profundas questões humanas. Muitos são os exemplos e o cineasta curitibano Bruno Costa nos traz em Mirador um ótimo representante desse seleto grupo de filmes. O roteiro do próprio diretor, escrito junto com William Biagioli, nos apresenta Maycon (Edilson Silva), um boxeador que almeja vencer uma grande luta enquanto se divide em subempregos para pagar as contas. Sua difícil rotina se torna mais difícil ainda quando ele precisa cuidar com mais atenção de Malu (Maria Luiza Costa), sua filha pequena. Mirador é um filme narrativamente econômico. E esse elogio não tem relação alguma com seu baixo orçamento. O roteiro é enxuto, assim como a direção, que não perde tempo com cenas desnecessárias. Há momentos em que os silêncios e as elipses gritam alto sem que palavra alguma seja dita. Isso caracteriza a riqueza cinematográfica desse longa de ficção que marca a estreia solo de Bruno Costa, que havia antes dirigido o documentário Cinematoso, em 2009, e um dos segmentos da obra coletiva Circular, de 2010.

MIRADOR (Brasil 2022). Direção: Bruno Costa. Elenco: Edilson Silva, Maria Luiza Costa, Stephanie Fernandes, Luiz Pazello, Léa Albuquerque, Victor Haygert, Jordan Machado, Rafaelle Becker, Giovana Soar e Sandro Tueros. Duração: 94 minutos. Distribuição: Olhar Distribuição.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES