FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

MARY E MAX – UMA AMIZADE DIFERENTE

Antes de mais nada é preciso um aviso: Mary e Max – Uma Amizade Diferente não é uma animação para crianças. Dito isto, convém destacar as inúmeras qualidades deste filme escrito, desenhado e dirigido pelo australiano Adam Elliot. A começar pela técnica utilizada. Elliot trabalha com stop-motion e bonecos de massinha. Sua história, anunciada como baseada em fatos reais, tem início em meados dos anos 1970 e foca duas personagens bem distintas: a Mary e o Max do título. Ela é australiana. Ele mora em Nova York. Mary  Daisy Dinkle tem exatos oito anos, três meses e nove dias quando escreve uma carta para Max Jerry Horovitz. O endereço dele ela pegou de maneira aleatória em uma lista de telefones de Nova York que ela viu em uma loja. Max tem 44 anos e apesar da diferença de idade, se identifica com a garota e responde de volta. A partir daí, os dois iniciam uma amizade à distância e compartilham ao longo dos anos seus segredos, anseios, dúvidas e uma visão incomum do mundo que os rodeia. Mary e Max é diferente da maioria das animações. Seu tom é melancólico, um pouco depressivo e carregado de tristeza. E justamente por isso talvez seja tão envolvente. Ao fugir de fórmulas fáceis com cenários e personagens coloridos, Elliot realiza uma pequena obra-prima sobre a solidão e a amizade. Entre as muitas cartas trocadas entre Max e Mary, tudo é discutido. Às vezes, de maneira profundamente filosófica. Outras, com a mais pura das inocências. Enfim, um filme de “gente grande”.
MARY E MAX – UMA AMIZADE DIFERENTE (Mary and Max – Austrália 2009). Direção: Adam Elliot. Animação. Duração: 92 minutos. Distribuição: PlayArte.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

5 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES