FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

DEPOIS DE HORAS

Em meados da década de 1980, o americano Martin Scorsese já era o cineasta consagrado e respeitado que é até hoje. Ao invés de ficar acomodado na fama, ele tomou uma decisão arriscada e dirigiu um filme bem diferente dentro de sua filmografia da época: uma comédia. Mas, em se tratando de Scorsese, não poderia ser uma comédia comum. Depois de Horas, tradução literal e infeliz para a expressão “after hours”, que significa “depois do expediente”. O roteiro de Joseph Minion é uma comédia de humor negro que Scorsese “abraça” com gosto. Na trama, o programador de computadores Paul Hackett (Griffin Dunne), marca um encontro com Marcy (Rosanna Arquette) e, o que parecia uma noite promissora, se transforma em algo completamente inesperado. As referências são inúmeras. Dentre elas, as mais destacadas remetem ao clássico Alice no País das Maravilhas e a situações carregadas de analogias sexuais. Depois de Horas, apesar de não parecer um Scorsese típico, é um autêntico Scorsese. 
DEPOIS DE HORAS (After Hours – EUA 1985). Direção: Martin Scorsese. Elenco: Griffin Dunne, Linda Fiorentino, Rosanna Arquette, Catherine O´Hara, Bronson Pinchot, Verna Bloom, Teri Garr e John Heard. Duração: 97 minutos. Distribuição: Warner.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES