FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

COMO PÉTALAS QUE CAEM

Existem filmes que a gente encontra meio que por acaso e nos surpreendem. Ainda mais em tempos de ofertas cada vez maiores de títulos nos diferentes serviços de streaming. Aconteceu comigo quando me deparei com o filme Como Pétalas Que Caem, drama do diretor japonês Yoshihiro Fukagawa. O roteiro, de Tomoko Yoshida, é uma adaptação do romance de Keisuke Uyama, recordista de vendas no Japão. Acompanhamos aqui a história de amor entre os jovens Haruto Asakura (Kento Nakajima) e Misaki Ariake (Honoka Matsumoto). Ele não sabe direito o que quer da vida. Ela trabalha como cabeleira e sonha ser dona de seu próprio salão. Ambos se conhecem quando Haruto vai cortar o cabelo e é atendido por Misaki. Aos poucos, o casal começa a se conhecer melhor e tudo vai bem até a descoberta de algo terrível que altera completamente a rotina de Misaki e, consequentemente, a afasta de Haruto. Você, com certeza, já deve ter visto alguma trama romântica que utiliza um dilema semelhante ao deste filme. Mas acredito que não tenha tido o mesmo tipo de desenvolvimento delicado e surpreendente que Como Pétalas Que Caem tem. Em tempo: deixe a caixinha de lenços à mão.

COMO PÉTALAS QUE CAEM (Sakura No Yona No Koibito – Japão 2022). Direção: Yoshihiro Fukagawa. Elenco: Kento Nakajima, Honoka Matsumoto, Yuki Sakurai e Kento Nagayama. Duração: 129 minutos. Distribuição: Netflix.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES