FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

A CHAVE DE SARAH

Julia Jarmond (Kristin Scott Thomas) é uma jornalista americana radicada em Paris. Sua vida muda radicalmente quando ela descobre a jovem Sarah (Mélusine Mayance), uma menina que teve sua família morta pelos nazistas durante a maior perseguição aos judeus ocorrida na França. O filme A Chave de Sarah se baseia no livro homônimo escrito por Tatiana de Rosnay. O diretor Gilles Paquet-Brenner, junto com Serge Joncour, roteirizou a adaptação e, assim como no livro, manteve a narrativa da história em dois períodos: 1942 e 2009. O trabalho de Julia é escrever um artigo sobre a prisão de 13 mil judeus no Vélodrome d’Hiver, de onde eles seriam levados para Auschwitz. Ao misturar as duas épocas, indo e voltando no tempo, o diretor vai nos envolvendo com os dramas de Sarah e sua família, bem como nos mostrar as reações de Julia ao investigar os acontecimentos para redigir seu trabalho. Paquet-Brenner conta com um elenco excepcional para lhe auxiliar a contar esta história carregada de dor e sofrimento, mas também cheia de esperança. Intenso e comovente, A Chave de Sarah só escorrega um pouco nos últimos minutos, porém, nada que comprometa seu resultado final.
A CHAVE DE SARAH (Elle S’Appelait Sarah – França 2010). Direção: Gilles Paquet-Brenner. Elenco: Kristin Scott Thomas, Mélusine Mayance, Niels Arestrup, Frederic Pierrot, Sarah Ber, Michel Duchaussoy, Natasha Mashkevich, Arben Bajraktaraj e Aidan Quinn. Duração: 111 minutos. Distribuição: Imagem Filmes.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES