FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

RONIN

No Japão feudal existia a figura do “ronin”, nome que designava os samurais sem mestre. Temidos por não seguirem nenhum tipo de código de conduta, eles costumavam ser utilizados para “serviços de execução”. No presente, seriam chamados de “mercenários”. Ronin, filme dirigido em 1998 por John Frankenheimer, nos apresenta um grupo liderado por Sam (Robert De Niro). Ele é um ex-agente da CIA que é contratado para roubar uma misteriosa maleta. Algo aparentemente simples. Bem, se fosse mesmo simples, este filme não existiria. O roteiro de J.D. Zeik, que contou com ajustes pontuais de David Mamet, tem alguns furos, no entanto, a direção precisa, me perdoem o trocadilho, de Frankenheimer, faz a diferença. Ele que havia feito Operação França II, teve a chance de aprimorar em Ronin as cenas de perseguição (75 carros foram “destruídos” pela produção) que marcaram sua carreira, neste que foi seu último grande filme. A trama se passa na Europa e o elenco multinacional funciona muito bem. Frankenheimer era um diretor que sabia onde colocar sua câmara e isso confere ao filme um senso de realismo assustador e sequências empolgantes.
RONIN (Ronin – EUA 1998). Direção: John Frankenheimer. Elenco: Robert De Niro, Jean Reno, Natascha McElhone, Stellan Skarsgard, Sean Bean, Jonathan Pryce, Michael Lonsdale, Jan Tríska, Ron Perkins e Feodor Atkine. Duração: 122 minutos. Distribuição: Fox.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES