FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

QUERO SER GRANDE

Há momentos em nossa vida que ser dois centímetros mais baixo ou um ano mais jovem faz toda a diferença. Na comédia Quero Ser Grande acompanhamos o drama de Josh Baskin, um garoto de 12 anos, que não consegue entrar em um brinquedo do parque de diversões porque está abaixo da altura mínima e, pior, leva um fora de uma garota por ser “novo” demais. Frustrado com sua situação, Josh se depara com uma máquina misteriosa que promete realizar desejos. Ele faz um único e simples pedido: quer ser grande! No dia seguinte, o garoto acorda dentro do corpo de Tom Hanks. Com roteiro por Gary Ross, em parceria com Anne Spielberg (irmã de Steven), Quero Ser Grande brinca com a fantasia de quase todas as crianças: a de crescer rápido. Muito da graça do filme se deve ao trabalho de Tom Hanks, que consegue nos fazer acreditar que ele é um “adulto” de apenas 12 anos. E tem aquela seqüência mágica de Josh e seu patrão, o sr. MacMillan (Robert Loggia), tocando um teclado gigante de piano com os pés. Quero Ser Grande recebeu duas indicações ao Oscar de 1989: melhor ator (para Hanks) e melhor roteiro original.
QUERO SER GRANDE (Big – EUA 1988). Direção: Penny Marshall. Elenco: Tom Hanks, Elizabeth Perkins, Robert Loggia, John Heard, Jared Rushton, David Moscow, Jon Lovitz, Mercedes Ruehl, Josh Clark e Kimberlee M. Davis. Duração: 104 minutos. Distribuição: Fox.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

  1. Uma obra amadurecida dos anos 80, já olhando para frente. Simboliza o fim de um cinema adolescente, que foi de Picardias Estudantis, passou por Goonies, Clube dos Cinco e Loucademia de Polícia, e chega em Big, que busca o amadurecimento, sem esquecer da simplicidade da inteligência infantil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES