FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O SEXTO SENTIDO

No final dos anos 1990, o diretor M. Night Shyamalan era um ilustre desconhecido. Ele havia escrito e dirigido apenas dois filmes: Playing With Anger, em 1992, e Olhos Abertos, em 1998. O primeiro deles foi pouquíssimo visto. O segundo deu a ele a visibilidade necessária para emplacar seu terceiro filme, O Sexto Sentido. A partir daí, tudo mudou. Shyamalan nasceu na Índia e foi criado nos Estados Unidos, mais precisamente na cidade de Filadélfia, na Pensilvânia, região onde costuma situar suas histórias. Roteirista e diretor habilidoso, ele conta aqui o drama do Dr. Malcolm Crowe (Bruce Willis), um psicólogo infantil que carrega a terrível lembrança de um jovem paciente seu que ele não conseguiu ajudar. O destino coloca em seu caminho um garoto de oito anos, Cole Sear (Haley Joel Osment), que apresenta um problema similar. O Dr. Crowe vê em Cole uma chance de redenção. “Eu vejo gente morta”. Esta revelação feita pelo menino pega o médico de surpresa. Shyamalan, também autor do roteiro, conduz seu filme com uma segurança pouco comum em diretores em início de carreira. Utilizando efeitos especiais de maneira bastante econômica e tendo as personagens, todas elas muito bem construídas, como foco principal da história, O Sexto Sentido nos captura por completo. Uma curiosidade: M. Night Shyamalan, a exemplo de Alfred Hitchcock, sempre faz uma ponta em seus filmes. Aqui ele interpreta o Dr. Hill, médico que atende Cole em certa altura da trama.

O SEXTO SENTIDO (The Sixth Sense – EUA 1999). Direção: M. Night Shyamalan. Elenco: Bruce Willis, Haley Joel Osment, Toni Collette, Olivia Williams, Trevor Morgan, Donnie Wahlberg e Mischa Barton. Duração: 108 minutos. Distribuição: Buena Vista.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

4 respostas

  1. Sou louco por filmes desse gênero e “O Sexto Sentido” e “Os Outros” são os melhores que já vi. Simplesmente surpreendentes, envolventes e um pouco assustadores. Agora que vi o post fiquei até com vontade de assistir o filme pela 5ª ou 6ª vez, sei lá. Parabéns pelo post e pelo blog. Abraço.

  2. Acho que o mundo foi um pouco injusto com o Shyamalan depois desse filme, que é tão bom que estabeleceu uma expectativa de que todo filme dele tivesse a obrigação de superar esse. Gosto muito de outros filmes dele depois do Sexto Sentido, mas esse continua a ser o meu favorito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES