FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O SAL DA TERRA

O cineasta curitibano Eloi Pires Ferreira estreou na direção de longas com O Sal da Terra, filme realizado em 2008. O roteiro de Altenir Silva conta a história de Padre Miguel (Edson Rocha) e suas viagens pelo interior do Paraná dirigindo um caminhão e celebrando missas em sua carroceria. A estrutura narrativa adotada pelo diretor é a de um road movie (filme de estrada). Na trama, três personagens se destacam: além do sacerdote, temos o caminhoneiro Romeu (Enéas Lour) e o andarilho (Luthero Almeida). O ponto de ligação entre eles é a estrada, onde suas vidas se cruzam, seguem juntos em alguns momentos e depois tomam rumos distintos. Padre Miguel, em cada parada, seja em uma pequena comunidade ou em um posto de gasolina, procura levar conforto espiritual a todos que encontra em suas andanças. O olhar de Ferreira é de extrema humanidade. E nesse ponto, a estrada funciona como um grande painel das difíceis tarefas que a vida nos impõe continuamente. O Sal da Terra não é um filme religioso, mas, é carregado de religiosidade. É justamente por causa dessa característica que ele se sobressai e se distancia do caminho fácil e limitado da pregação e da doutrinação. E isso faz toda a diferença.
O SAL DA TERRA (Brasil 2008). Direção: Eloi Pires Ferreira. Elenco: Edson Rocha, Enéas Lour, Luthero Almeida, Cristina Pereira, Emílio de Mello, Christiane Macedo, Rafael Camargo, Diegho Kozievitch e Lala Schneider. Duração: 90 minutos. Distribuição: Labo Filmes.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

  1. Por coincidência eu conheci o co-roterista e autor da trilha sonora, J. Olimpio. Infelizmente ele faleceu no ano passado. Há um agradecimento ao meu cunhado, Marco Antônio Pelike, que era muito seu amigo nos créditos finais deste filme.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES