FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O CONCERTO

O cineasta romeno Radu Mihaileanu foi embora de seu país para a França em 1980. Eram tempos difíceis na Romênia, sob a ditadura de Nicolae Ceausescu, que durou 24 anos. Mihaileanu começou no cinema como editor. Depois, passou a trabalhar como assistente de direção até tornar-se diretor. Um de seus filmes mais conhecidos é O Trem da Vida, realizado em 1998. O Concerto, de 2009, é seu quarto longa. O roteiro, escrito por Mihaileanu, junto com Alain-Michel Blanc e Matthew Robbins, a partir de uma história original de Héctor Cabello Reyes e Thierry Degrandi, trata da vida de Andrei Filipov (Aleksey Guskov). Ele era o festejado maestro da Orquestra Bolshoi. Hoje trabalha como faxineiro. No passado, durante o regime comunista, ele se recusou a demitir os músicos judeus da orquestra. Por causa disso, foi demitido. Tempos depois, Andrei recebe um convite para tocar em Paris. Era a chance que ele precisava para reunir outra vez todos os músicos que foram demitidos e se vingar. O Concerto é um filme cheio de manipulações e com um pé no melodrama. Mihaileanu não tem pudor de utilizar todos os recursos necessários para envolver e encantar o espectador. Não se trata de um filme para ser levado muito a sério. Estamos diante de uma fábula satírica e farsesca. E isso confere à trama um charme todo especial.

O CONCERTO (Le Concert – Bélgica/França/Itália/Romênia/Rússia 2009). Direção: Radu Mihaileanu. Elenco: Aleksey Guskov, Mélanie Laurent, François Bérleand, Laurent Bateau, Miou-Miou,  Dimitri Nazarov e Roger Dumas e Laurent Bateau. Duração: 119 minutos. Distribuição: Paris Filmes.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES