FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

CURTINDO A VIDA ADOIDADO

As comédias adolescentes americanas podem ser divididas em antes e depois de John Hughes. Em 1986 ele escreveu, produziu e dirigiu aquela que talvez seja sua obra-prima: Curtindo a Vida Adoidado. Uma história simples. E, cá entre nós, não tem mistério, as boas histórias são sempre bem simples. Somos convidados a acompanhar as armações de Ferris Bueller, vivido de maneira única por Matthew Broderick, para “matar” um dia de aula na companhia da namorada e do melhor amigo. O filme tornou-se um clássico instantâneo, transformou Broderick em um astro e consolidou-se como um típico “sessão da tarde”. É aquele tipo de filme que você não consegue deixar de ver sempre que ele passa na televisão. Impossível não se emocionar quando Ferris passeia por Chicago dirigindo uma Ferrari ou quando canta Twist and Shout no centro da cidade durante uma parada e, principalmente, deixar de torcer por ele sempre que o diretor da escola aparece. Fã de rock em geral, e de Beatles, em particular, era comum ver alguma personagem cantando músicas do quarteto de Liverpool em suas obras. Hughes sempre cuidou com carinho da trilha sonora de suas histórias. Muitos de seus filmes tinham como título letras de músicas de bandas que ele gostava. Ele lançou ou deu o primeiro grande trabalho a diversos atores: Molly Ringwald, Emilio Estevez, Anthony Michael Hall, Robert Downey Jr, Charlie Sheen, Jon Cryer, James Spader e Matthew Broderick são alguns nomes marcantes que passaram por suas comédias. Hughes faleceu prematuramente aos 59 anos, de ataque cardíaco, em agosto de 2009. E uma parte de nossas vidas ficou mais triste.
CURTINDO A VIDA ADOIDADO (Ferris Bueller’s Day Off – EUA 1986). Direção: John Hughes. Elenco: Matthew Broderick, Alan Ruck, Mia Sara, Jeffrey Jones, Jennifer Grey, Cindy Pickett, Lyman Ward, Edie McClurg, Charlie Sheen e Del Close. Duração: 102 minutos. Distribuição: Paramount.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

4 respostas

  1. Amei esse filme…. este sim é o filme da “minha época” o mais divertido. Mesmo sendo um clássico filme sessão da tarde não perco a chance de rever quando consigo uma folga.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES