FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

CONEXÃO ESCOBAR

Histórias de agentes infiltrados costumam render bons livros e filmes. Basta lembrarmos Os Infiltrados, de Martin Scorsese, Donnie Brasco, de Mike Newell ou séries de TV como The Americans, por exemplo. Quando o roteiro se inspira em fatos, fica mais interessante ainda. Este é o caso de Conexão Escobar, de Brad Furman, que foi escrito por Ellen Sue Brown a partir do livro de Robert Mazur. Estamos diante de um agente federal que se infiltrou no cartel de drogas de Pablo Escobar na Colômbia. À frente do elenco, Bryan Cranston, pouco tempo após o sucesso de Breaking Bad. Ele interpreta Mazur, que assumiu o nome de Bob Musella, um empresário especialista em “lavar dinheiro”. Furman consegue imprimir um clima de suspense constante. Coisa difícil em se tratando de uma história que já é conhecida. Além disso, a boa construção das personagens envolvidas nos permite acompanhar com atenção constante as reviravoltas enfrentadas por todas elas. Da expectativa de uma morte próxima ao questionamento ético que Mazur enfrenta por ter ficado amigo dos traficantes, de suas famílias e seu dever como agente de um governo que combate o tráfico. Em outras palavras: quer fazer justiça. Tudo isso está presente em Conexão Escobar, e o melhor, é que vem embalado por uma trilha sonora esperta com bons sons dos anos 1980.

CONEXÃO ESCOBAR (The Infiltrator – Inglaterra 2016). Direção: Brad Furman. Elenco: Bryan Cranston, Diane Kruger, John Leguizamo, Benjamin Bratt, Jason Isaacs e Amy Ryan. Duração: 127 minutos. Distribuição: Imagem Filmes.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES