FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

COMANDO PARA MATAR

Arnold Schwarzenegger já tinha dois papéis icônicos em seu currículo, Conan e O Exterminador, quando encarnou mais um, o Coronel aposentado John Matrix no filme Comando Para Matar, em 1985. Dirigido por Mark L. Lester, a partir de um roteiro de Steven E. de Souza, aqui não se perde tempo com divagações e frivolidades. Direto ao ponto em enxutos 90 minutos, somos apresentados ao nosso herói, que liderou um grupo especial dos fuzileiros. Ele é forçado a voltar à ativa quando sua filha Jenny (a estreante Alyssa Milano) é sequestrada. Com a ajuda de Cindy (Rae Dawn Chong), uma comissária de bordo, Matrix precisa acertar contas com um antigo colega que busca vingança. E tem que fazer isso em poucas horas. Comando Para Matar não oferece novidade alguma. Mas é extremamente eficiente no tratamento de uma fórmula mais do que testada em filmes de ação. O estilo monossilábico de interpretação de Schwarzenegger se adequou muito a este papel. Além disso, o roteiro traz diálogos inspirados como quando Matrix diz para um dos capangas do vilão ter mentido ao dizer que o mataria por último. Uma curiosidade: Comando Para Matar é o filme recordista de mortes entre os mais de 20 estrelados por Schwarzenegger: exatos 83 cadáveres.

COMANDO PARA MATAR (Commando – EUA 1985). Direção: Mark L. Lester. Elenco: Arnold Schwarzenegger, Dan Hedaya, Rae Dawn Chong, James Olson, Vernon Wells, Bill Duke, David Patrick Kelly e Alyssa Milano. Duração: 90 minutos. Distribuição: Fox.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES