FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

UM ESTRANHO NO NINHO

One flew east, one flew west, one flew over the cuckoo’s nest (algo como “um voou pro leste, outro pro oeste, um voou pro ninho dos malucos). Primeiro veio o livro, escrito por Ken Kesey, no início dos anos 1960. O ator Kirk Douglas comprou os direitos para cinema e foi seu filho, Michael Douglas, que terminou por produzir o filme, junto com Saul Zaentz, em meados dos anos 1970. Com roteiro escrito pela dupla Lawrence Hauben e Bo Goldman e com o cineasta tcheco Milos Forman na direção, Um Estranho no Ninho finalmente chegou às telas em 1975. Tudo começa quando McMurphy (Jack Nicholson), acusado de violência e estupro, simula loucura para ser internado em um hospício. Afinal, pensa ele, é melhor do que cumprir pena na cadeia. Rapidamente, ele se transforma no agitador do lugar e entra em rota de colisão com a enfermeira Ratched (Louise Fletcher). McMurphy contagia os demais pacientes com sua alegre desordem, algo inadmissível para a severa rotina daquela instituição mental. Kirk Douglas chegou a fazer o papel de McMurphy em uma adaptação teatral de 1963. Sua intenção era reprisar o papel no filme. Porém, o tempo foi passando e ele não conseguia apoio de estúdio algum para a produção. Quando ele passou a “bola” para o filho, um ator de televisão estreando como produtor, este se associou ao experiente Saul Zaentz e o projeto finalmente saiu do papel. Inicialmente, James Caan, Marlon Brando e Gene Hackman foram considerados para o papel principal, que terminou sendo entregue a Jack Nicholson. O mesmo aconteceu com o papel da enfermeira. Antes de Louise Fletcher, a personagem foi oferecida às atrizes Anne Bancroft, Ellen Burstyn, Jane Fonda e Angela Lansbury. O resto do elenco é todo composto por iniciantes, como Danny DeVito (Martini), Christopher Lloyd (Taber), Brad Dourif (Billy) e (Sam Sampson (chefe Bromden), que trabalharam junto com pacientes reais de um hospício. Intenso, dramático, engraçado, humano e imperdível. Tudo funciona aqui a favor da história. Um Estranho no Ninho foi o segundo filme a conquistar os cinco Oscar nobres: filme, direção, ator, atriz e roteiro. Um feito tão raro registrado apenas três vezes em toda a história da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. A primeira, em 1934, com Aconteceu Naquela Noite. E a terceira, em 1991, com O Silêncio dos Inocentes.
 
UM ESTRANHO NO NINHO (One Flew Over the Cuckoo’s Nest – EUA 1975). Direção: Milos Forman. Elenco: Jack Nicholson, Louise Fletcher, Danny DeVito, Christopher Llyod, Will Sampson, Brad Dourif, Dean R. Brooks, Scatman Crothers, William Redfield, Michael Berryman, Peter Brocco, Alonzo Brown e Mwako Cumbuka. Duração: 133 minutos. Distribuição: Warner.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES