FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

PAPAI É POP

Assim como muitos diretores, o paulista Caito Ortiz iniciou sua carreira, em 2003, dirigindo um curta-metragem. Depois passou pelo documentário até estrear em longas. Papai é Pop, de 2022, é o terceiro deles. O roteiro de Ricardo Hofstetter e Maíra Oliveira tem por base o livro homônimo de Marcos Piangers. Tudo gira em torno de Tom (Lázaro Ramos), casado com Elisa (Paolla Oliveira). O casal está grávido e aguarda o nascimento da primeira filha. O grande dia chega e, a partir daí, acompanhamos a rotina do novo papai e da nova mamãe. E, por conta disso, especialmente no caso de Tom, a falta de preparo emocional para ser um pai. Apesar do discurso progressista, ele tem muita dificuldade para pôr em prática aquilo que ele tanto alardeia. Papai é Pop se vale do bom elenco e do carisma incontestável de Lázaro Ramos, que se sai muito bem em todas as situações apresentadas. O ritmo imposto por Ortiz também ajuda, no entanto, o roteiro se perde no terceiro ato ao desenvolver novos conflitos que poderiam ter sido inseridos mais cedo.

PAPAI É POP (Brasil 2022). Direção: Caito Ortiz. Elenco: Lázaro Ramos, Paolla Oliveira, Elisa Lucinda, Leandro Ramos, Dadá Coelho, Thiago Justino e Malu Aloise. Duração: 108 minutos. Distribuição: Galeria.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES