FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

OS INCRÍVEIS

Guardadas as devidas proporções, a animação Os Incríveis é tudo o que o filme do Quarteto Fantástico deveria ter sido e não conseguiu. Foi o primeiro trabalho de Brad Bird para a Pixar (antes ele havia dirigido O Gigante de Ferro para a Warner e trabalhado na equipe de desenhistas de Os Simpsons). É também o primeiro desenho do Estúdio a utilizar humanos como protagonistas. Trata-se aqui de um típico filme de super-heróis, ou melhor, de uma família de super-heróis. A trama mistura magistralmente elementos da mitologia das histórias-em-quadrinhos com o ritmo vertiginoso do cinema de espionagem. Com personagens bem definidas e carismáticas, principalmente a estilista Edna Moda, Os Incríveis é a prova de que não há limites para a criatividade e ousadia dos artistas e técnicos da Pixar. Um aviso: veja o filme até o final dos créditos e confira nos extras do DVD o curta com o filho caçula da família.
OS INCRÍVEIS (The Incredibles – EUA 2004). Direção: Brad Bird. Animação. Duração: 115 minutos. Distribuição: Buena Vista.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

4 respostas

  1. Também guardando as devidas proporções, a obra vive no paralelo dos personagens de X-Men e da tragédia de Watchman. Não esqueçamos da trilha sonora setentista, no melhor estilo Lalo Schifrin.

  2. Ótima animação. Não sei como não virou uma série de TV ou tece continuações (talvez para manter a qualidade).
    O comentário anterior é bem pertinente. Realmente tem uma grande pitada de Watchmen no Os Incríveis (super heróis aposentados, escondidos, saudosos). Quem vigia os vigilantes?

  3. Ambos têm razão. Destaquei somente a comparação com o Quarteto Fantástico por conta da questão familiar. Outra coisa: existe uma chance de termos Os Incríveis 2.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES