FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O RESGATE DO SOLDADO RYAN

E pensar que a produção de O Resgate do Soldado Ryan começou a partir de conversa de vizinhos. Bem, no caso, os vizinhos em questão eram Steven Spielberg e Tom Hanks. Os dois descobriram que tinham em comum uma paixão por histórias da Segunda Guerra Mundial. Quando o roteiro escrito por Robert Rodat chegou às mãos de Spielberg, este percebeu que se tratava de um material que seu vizinho teria interesse em participar. Na trama, o capitão John Miller (Hanks) recebe uma missão especial: levar seu pelotão até as linhas inimigas, encontrar e resgatar vivo o soldado James Ryan (Matt Damon). Mas o que será que Ryan tem de tão “especial” para ser salvo? Ele é o único de quatro irmãos que ainda não morreu em combate. O filme começa com uma das mais fortes, impactantes e realistas seqüências já mostradas em um filme de guerra. Spielberg e seu diretor de fotografia, Janusz Kaminski, acompanham de maneira documental o desembarque dos soldados aliados na Normandia. A sensação que temos é que eles efetivamente estiveram  lá no Dia D. Não há música de fundo, apenas o barulho do mar, dos tiros e dos gritos. O Resgate do Soldado Ryan já seria um grande filme somente por conta dessa seqüência inicial, mas vai além. Com personagens bem definidos e bem defendidos por seus intérpretes, Spielberg traça um painel preciso da insanidade da guerra. O filme recebeu 11 indicações ao Oscar. Ganhou apenas cinco: direção, fotografia, montagem, som e mixagem de som. Naquele ano, inexplicavelmente, o melhor diretor não levou também o melhor filme, que ficou com Shakespeare Apaixonado. Uma curiosidade: o sucesso da empreitada dos “vizinhos” gerou duas ótimas minisséries para a TV: Band of Brothers e The Pacific.
O RESGATE DO SOLDADO RYAN (Saving Private Ryan – EUA 1998). Direção: Steven Spielberg. Elenco: Tom Hanks, Tom Sizemore, Edward Burns, Barry Pepper, Adam Goldberg, Vin Diesel, Giovanni Ribisi, Jeremy Davies, Matt Damon, Paul Giamatti, Ted Danson e Dennis Farina. Duração: 169 minutos. Distribuição: Paramount.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

3 respostas

  1. a sequencia do desembarque é impressionante, o filme é bom e achei uma injustiça da academia não levar a estatueta… a partir desse episodio parei de assistir a cerimonia do OSCAR.

    JOPZ

    P.S. Band of Brother também kurti, ainda não vi a outra, tá na lista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES