FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O LOBISOMEM (1941)

O americano George Waggner começou sua carreira como ator. Ficou pouco tempo na frente das câmaras. Apenas três filmes feitos ao longo dos anos 1920. Já no início da década seguinte tornou-se roteirista e, em 1938 estreou como diretor. Seu filme mais conhecido é O Lobisomem, que ele dirigiu em 1941 para a Universal. Diferente dos outros monstros clássicos do estúdio, como Drácula, Frankenstein e O Homem Invisível, que tinham a literatura como inspiração, este filme tem por base um roteiro original escrito por Curt Siodmak. Tudo começa quando Larry Talbot (Lon Chaney Jr.) volta ao castelo de sua família, no País de Gales, onde revê seu pai, John (Claude Rains) e conhece a bela Gwen (Evelyn Ankers). As coisas vão bem até que numa certa noite, Larry é mordido por um lobo e, depois disso, na noite de lua cheia, ele se transforma em uma criatura assustadora. O Lobisomem é um filme de terror atípico. A história gasta um bom tempo apresentando os personagens e suas motivações. Waggner tira o máximo de proveito disso e cria a atmosfera adequada para nos envolver por completo. Além da engenhosa fotografia, a trilha sonora tem o clima certo para nos fazer roer as unhas e esperar sempre pelo pior.
   
O LOBISOMEM (The Wolf Man – EUA 1941). Direção: George Waggner. Elenco:  Lon Chaney Jr., Claude Rains, Evelyn Ankers, Ralph Bellamy, Warren William, Patric Knowles e Bela Lugosi. Duração: 70 minutos. Distribuição: Universal.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES