FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O AUTO DA COMPADECIDA

A peça teatral O Auto da Compadecida foi escrita pelo mestre Ariano Suassuna, em 1955. Até hoje, foram produzidas três versões para o cinema. Dentre elas, não seria exagero dizer que a adaptação realizada por Guel Arraes é a definitiva. Esta versão é, antes de tudo, híbrida em sua gênese. Foi filmada em película e lançada primeiro em janeiro de 1999, em forma de minissérie de TV. Um ano depois, reeditada, foi lançada nos cinemas. Guel Arraes, que assinou o roteiro junto com Adriana Falcão, além da própria peça original, utilizou elementos de outras duas obras de Suassuna: O Santo e a Porca e Torturas de Um Coração. A minissérie teve uma audiência excelente quando exibida na televisão e o filme, contrariando as expectativas de parte da crítica, fez muito sucesso nos cinemas também, com um público pagante superior a dois milhões de espectadores. O grande trunfo desta adaptação, além da direção, do roteiro e da montagem, é seu elenco, que não tem melhor palavra para descrevê-lo a não ser “perfeito”. Suassuna utiliza em sua obra mais popular referências a Cervantes e Shakespeare misturadas com um profundo resgate da cultura popular, religiosa e folclórica do nordeste brasileiro. A edição em DVD traz a minissérie e o filme. Para ver, rever e rever e rever e se divertir sempre. Não sei… só sei que foi assim!
A AUTO DA COMPADECIDA (Brasil – 2000). Direção: Guel Arraes. Elenco: Matheus Nachtergaele, Selton Mello, Virgínia Cavendish, Denise Fraga, Diogo Vilela, Marco Nanini, Paulo Goulart, Rogério Cardoso, Lima Duarte, Bruno Garcia, Luís Melo, Maurício Gonçalves e Fernanda Montenegro. Duração: 104 minutos. Distribuição: Sony/Versátil.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

3 respostas

  1. Guel Arraes Forever – deveria existir um fã-clube assim. Nota pessoal: esse foi o primeiro DVD que adquiri de uma obra que já tinha visto. Detalhe: a versão longa é mais curta que a minissérie – curioso, não?.

  2. Eu não lembro quantas vezes a gente assistiu ao filme, dvd, minisérie… O AUTO DA COMPADECIDA é maravilhoso por ser um retrato fiel do Nordeste, por falar de coisas tão verdadeiras e simples que se tornam críveis. Valhei-me Nossa Senhora!

  3. esse eu tenho em casa =D eu sei que Auto da Compadecida é um daqueles filmes/séries geniais, que vão ficar pra história e vão ser assistidos daqui a milhões de anos, mas… eu não acho tão legal, sabia? eu dou risada, é engraçado, é inteligente, mas… não sei, tem alguma coisa na história que eu não gosto. #prontofalei acho que simplesmente não é muito meu estilo =)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES