FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

O ANJO EXTERMINADOR

O diretor espanhol Luis Buñuel é reconhecido mundialmente como o cineasta do surrealismo. Ele, que dirigiu seu primeiro filme em 1929, quando realizou, junto com Salvador Dalí, Um Cão Andaluz. Ao longo de sua carreira, Buñuel viveu e trabalhou com cinema em quatro países: Espanha, Estados Unidos, México e França. O Anjo Exterminador, de 1962, foi seu último filme da fase mexicana, que durou 12 anos. A premissa do roteiro, escrito pelo diretor, a partir de uma peça de José Bergamin, conta uma história das mais originais. Depois de uma grande festa, um grupo de convidados ricos, por uma razão que nunca é explicada, não consegue sair da casa. O tempo passa, dia após dia, semana após semana, e a situação não melhora. Aos poucos, as máscaras e as convenções começam a cair e revelam a verdadeira natureza de cada um deles. Buñuel nunca teve “papas na língua” e foi sempre fiel à uma visão de mundo bem pessoal. Sua filmografia cheia de provocações e polêmicas atesta isso. Artista influente, é possível perceber sua “marca” nos trabalhos de muitos cineastas, principalmente na obra de Pedro Almodóvar.
O ANJO EXTERMINADOR (El Ángel Exterminador – México 1962). Direção: Luis Buñuel. Elenco: Silvia Pinal, Jose Baviera, Augusto Benedico, Luis Beristan, Claudio Brook, Rosa Elena Durgel, Lucy Gallardo Enrique Rambal e Jacqueline Andere. Duração: 93 minutos. Distribuição: Versátil.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

  1. Existem escolas de cinema, estilos e gêneros diversos. Existem mestres sobre suspense, ficção e drama. Diretores, autores, artistas, estudiosos e comunicadores resultam em inúmeras formas de se contar uma história, nos fazendo experimentar inúmeras cores e sons.
    E existe Buñuel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES