FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

MONSTROS

O cineasta americano Tod Browning começou sua carreira em 1915. ano em que dirigiu dez curtas. A partir do ano seguinte começou a dirigir longas e chamou a atenção cerca de uma década depois quando realizou dois filmes de terror: O Monstro do Circo e O Vampiro da Meia-Noite, ambos estrelados por Lon Chaney. O sucesso desses filmes fez com que ele fosse contratado pela Universal para dirigir Drácula, a versão de 1931 com Bela Lugosi, filme-marco do gênero. E um ano depois foi a vez do cultuado Monstros. Com roteiro de Willis Goldbeck e Leon Gordon, inspirado na história Spurs, de Tod Robbins, temos aqui uma obra que causou grande polêmica em sua época. Tanto que ficou 30 anos sem ser exibido. A ação de Monstros se passa em um circo de bizarrices e Browning fez questão de utilizar pessoas reais neste filme. A trama gira em torno de Hans (Harry Earles), um anão que é apaixonado por Cleópatra (Olga Baclanova), uma bela trapezista que o rejeita, até descobrir que ele é o rico herdeiro de uma grande fortuna. Ela se une a Hércules (Henry Victor), seu amante, para tirar proveito daquela situação. Monstros é, de uma certa forma, uma espécie de filme-documentário. Ao mesmo tempo que nos conta uma história, nos revela também como vivem aqueles seres humanos marcados por alguma deficiência que os transformou em atrações circenses. Além do filme, que tem pouco mais de uma hora de duração, esta edição da Obras-Primas do Cinema traz também o documentário Freaks – The Sideshow Cinema, além de três finais alternativos. Uma verdadeira preciosidade.

MONSTROS (Freaks – EUA 1932). Direção: Tod Browning. Elenco: Wallace Ford, Leila Hyams, Olga Baclanova, Rosco Ates, Henry Victor e Harry Earles. Duração: 64 minutos. Distribuição: Obras-Primas do Cinema.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES