FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

BEN-HUR

Foram precisos 38 anos até que Titanic, de James Cameron, igualasse a proeza de Ben-Hur, dirigido em 1959, por William Wyler, e ganhasse também 11 Oscar da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. Ben-Hur, no saldo final, ainda é o grande campeão do Oscar, já que levou a estatueta pelo desempenho de Charlton Heston no papel-título. Titanic, apesar das indicações, não ganhou prêmio algum de atuação.  Baseado no livro de Lee Wallace e considerado por muitos como o maior épico da história do cinema, Ben-Hur tem, com certeza, uma das sequências mais espetaculares da Sétima Arte: a famosa e empolgante corrida de bigas. Acompanhamos aqui a trajetória de Judah Ben-Hur, um homem pacífico e culto, descendente de uma tradicional família judia que, por conta de um acidente involuntário, é preso e depois enviado para uma nau como escravo. Lá, um outro acidente provocará uma mudança radical em sua vida. A história acontece no período de Cristo e se utiliza de fatos bíblicos que enriquecem uma trama que é marcada em sua essência pela relação entre Ben-Hur e Messala (Stephen Boyd), amigos de infância que se tornam inimigos. Gore Vidal, um dos roteiristas (não creditado) do filme, declarou em uma entrevista ter criado um subtexto homo afetivo no passado de Messala e Ben-Hur, o que gerou uma grande polêmica em torno do filme. A verdade é que o subtexto existe mesmo, basta prestar atenção nos diálogos travados entre os dois, no entanto, o que sobressai no final é o grande épico que Ben-Hur verdadeiramente é. Talvez a última grande produção bem-sucedida da velha Hollywood.
BEN-HUR (Ben-Hur – EUA 1959). Direção: William Wyler. Elenco: Charlton Heston, Stephen Boyd, Jack Hawkins, Haya Harareet, Hugh Griffith, Martha Scott, Cathy O’Donnell, Sam Jaffe, Finlay Currie e Frank Thring. Duração: 212 minutos. Distribuição: Warner.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

  1. OPAZ, vou assinar embaixo do que disse o MAC… esse eu vi qdo era criança e foi de fato marcante… grandioso… empolgante… muitos épicos foram feitos de lá pra cá, mas o único que consegue apenas chegar perto foi Gladiador.

    JOPZ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES