FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

ALMA EM SUPLÍCIO

O cineasta húngaro-americano Michael Curtiz era o que comumente poderíamos chamar de “pau para toda obra”. Ao longo de sua carreira dirigiu cerca de 150 filmes e transitava por todos os gêneros com muita desenvoltura e competência. Almas em Suplício, que ele realizou em 1945, é um dos muitos dramas de sua extensa filmografia. Adaptado do romance noir de James M. Cain, o filme conta a história de Mildred Pierce (Joan Crawford), uma mãe dedicada e disposta a fazer tudo por sua filha Veda (Ann Blyth). A dedicação de Mildred é tanta que ela se torna suspeita do assassinato do marido. Através de  flashbacks, vamos conhecendo seu passado e entendendo seu presente. Curtiz conduz esta intricada trama com maestria. Ele tem como aliado, além do estupendo roteiro, uma magistral fotografia em preto e branco assinada por Ernest Haller. O elenco também está soberbo, em especial Joan Crawford, que ganhou o Oscar de melhor atriz por este papel. Sem contar a belíssima trilha sonora composta por Max Steiner. Almas em Suplício mistura drama, romance, melodrama, suspense e policial, além de uma “pitada” noir, muito popular na época. E a mistura não desanda em momento algum. Mais uma prova do talento de Curtiz. Uma curiosidade: esta mesma história foi adaptada em 2011 por Todd Haynes, em formato de minissérie, produzida pela HBO e com Kate Winslet no papel-título.
ALMA EM SUPLÍCIO (Mildred Pierce – EUA 1945). Direção: Michael Curtiz. Elenco: Joan Crawford, Jack Carson, Zachary Scott, Eve Arden, Ann Blyth, Bruce Bennett, Lee Patrick e Moroni Olsen. Duração: 111 minutos. Distribuição: Versátil.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES