FILME DO DIA

E-BOOK

CINEMARDEN VAI AO OSCAR

ALBERGUE ESPANHOL

O cineasta francês Cédric Klapisch se formou em Cinema pela Sorbonne e complementou os estudos na área em Nova York. Começou sua carreira como roteirista e diretor no início dos anos 1990. A exemplo de seu conterrâneo François Truffaut, que tinha no ator Jean-Pierre Léaud uma espécie de alter ego, Klapisch também tem o seu. Desde 1995, em seu segundo longa, ele atende pelo nome de Romain Duris. Desde então, presente em todos os seus filmes. Em 2002 ele deu início à sua famosa trilogia tendo a figura de Xavier (Duris) com personagem principal. A primeira parte é este Albergue Espanhol. Aqui, Xavier, com 25 anos, está concluindo o curso de Economia. Surge uma boa oferta de trabalho, porém, é preciso ser fluente em espanhol. Este “detalhe” faz com que ele se mude por um tempo para Barcelona e deixe sua namorada Martine (Audrey Tatou) em Paris. O “albergue” do título é um apartamento onde ele passa a morar com outras sete pessoas, todos estrangeiros. A história se revela então um ritual de passagem para a vida adulta de Xavier. E isso significa experimentar uma série de descobertas que o acompanharão pelo resto da vida. Ou melhor colocado, nos dois filmes seguintes: Bonecas Russas, de 2005, e O Enigma Chinês, de 2013.

ALBERGUE ESPANHOL (L’Aubergue Spagnole – França/Espanha 2002). Direção: Cédric Klapisch. Elenco: Romain Duris, Audrey Tautou, Judith Godrèche, Cécile De France, Kelly Reilly e Kevin Bishop. Duração: 122 minutos. Distribuição: Fox.

COMPARTILHE ESSA POSTAGEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS POSTAGENS

ASSINE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES