ALBERT NOBBS

Filme do dia, Slider

O produtor, roteirista e diretor colombiano Rodrigo García é filho do escritor Gabriel García Márquez. Ele iniciou sua carreira no audiovisual em 1989, quando dirigiu seu primeiro curta-metragem. Desde então vem trabalhando em diferentes frentes, tanto na televisão como no cinema. Albert Nobbs, de 2011, é seu sexto longa e conta uma história desenvolvida pelo cineasta húngaro István Szabó, a partir do romance homônimo de George Moore, que foi adaptado por Gabriela Prekop, John Banville e pela atriz Glenn Close, que assume aqui o papel-título. Ela, que já havia interpretado Albert Nobbs no teatro quase 30 anos antes, além de ser uma das autoras do roteiro e atriz principal, é uma das produtoras. Tudo começa no final do século XIX, em Dublin, na Irlanda. Albert trabalha como mordomo há muitos anos em um hotel e esconde um segredo: Ele é, na verdade, uma mulher que se faz passar por homem e sonha montar uma tabacaria. Essa rotina muda por completo com a chegada do pintor Hubert Page (Janet McTeer). Albert Nobbs discute, em primeiro lugar, o espaço ocupado pelas mulheres em uma sociedade machista, onde certas oportunidades são negadas a elas. Discute também a questão da identidade de gênero e orientação sexual. E o faz de forma sutil, sem forçar a mão. Em tempo: este filme quase foi feito no início dos anos 1990 com István Szabó na direção.

ALBERT NOBBS (Inglaterra 2011). Direção: Rodrigo García. Elenco: Glenn Close, Mia Wasikowska, Pauline Collins, Aaron Taylor-Johnson, Janet McTeer, Brenda Gleeson, Maria Doyle Kennedy, Mark Williams e Jonathan Rhys Meyers. Duração: 113 minutos. Distribuição: Amazon Prime.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 15 de dezembro de 2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software