TOTALMENTE SELVAGEM

Filme do dia, Slider

O cineasta americano Jonathan Demme é mais lembrado hoje pelo premiado O Silêncio dos Inocentes, de 1991, que lhe rendeu o Oscar de melhor diretor. Mas cinco anos antes, quando ele dirigiu este Totalmente Selvagem, Demme era mais conhecido pela direção do show Stop Making Sense, do Talking Heads, e pelo longa Melvin e Howard, de 1980. O roteiro de Totalmente Selvagem, escrito por E. Max Frye, chegou às suas mãos e ele rapidamente decidiu dirigi-lo. Com uma precisa mistura de gêneros, o filme nos apresenta Charles (Jeff Daniels), um executivo que enfrenta uma situação inesperada em um restaurante, onde ele termina por conhecer a sexy Lulu (Melanie Griffith), que lhe oferece carona. Só que, a partir daí, aquela “carona” se transforma numa aventura cheio de lances inesperados. Lulu, na verdade, se chama Audrey e leva Charles até sua cidade natal onde o apresenta como seu marido. Inclusive o leva para a festa de dez anos de sua turma de colégio e lá reencontra Ray (Ray Liotta), seu violento ex-marido, recém-saído da prisão e disposto a tê-la de volta. Totalmente Selvagem é cheio de boas viradas e ótimas surpresas. E Demme conduz tudo de maneira hábil e inteligente, sempre um passo na frente do espectador e embalado por uma trilha sonora simplesmente fantástica. Em tempo: as duas senhoras que aparecem na loja são na realidade as mães do diretor e do músico David Byrne.

TOTALMENTE SELVAGEM (Something Wild – EUA 1986). Direção: Jonathan Demme. Elenco: Jeff Daniels, Melanie Griffith, Ray Liotta, Margaret Colin, Tracey Walter, Robert Ridgely, Kenneth Utt, Adelle Lutz e Charles Napier. Duração: 114 minutos. Distribuição: Criterion.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 23 de julho de 2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software