AMAR FOI MINHA RUÍNA

Filme do dia, Slider

Talvez você nunca tenha ouvido falar na Tiffany Pictures, um pequeno estúdio que operou de 1921 até 1932, quando faliu e foi comprado pela Columbia. O diretor John M. Stahl foi o último chefe do estúdio. Dono de uma carreira de 35 anos, Stahl dirigiu e/ou produziu perto de 50 filmes, entre eles Amar Foi Minha Ruína. Com roteiro de Jo Swerling, a partir do romance de Ben Ames, a trama gira em torno de Ellen (Gene Tierney), que estava noiva de Russell (Vincent Price) e se apaixona por Richard (Cornel Wilde), que encontra por acaso em um trem e com quem se casa. Ellen é uma mulher bonita e sedutora. É também extremamente fria, calculista e ciumenta. Preste atenção na cena do lago. Só que Richard não a conhece verdadeiramente. O título nacional já entrega muito deste intenso melodrama com fortes elementos de um filme noir. Stahl conduz sua narrativa na melhor tradição dos policiais da época e tem na belíssima fotografia em technicolor de Leon Shamroy, vencedora do Oscar da categoria, um dos pontos altos do filme. Em especial, pelo uso simbólico que faz das cores.

AMAR FOI MINHA RUÍNA (Leave Her to Heaven – EUA 1945). Direção: John M. Stahl. Elenco: Gene Tierney, Hugh Maguire, Mae Marsh, Charles Tannen, Cornel Wilde, Vincent Price, Jeanne Crain e Mary Philips. Duração: minutos. Distribuição: Fox.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 29 de setembro de 2018

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software