BOB, O JOGADOR

Filme do dia

O francês Jean-Pierre Grumbach, que adotou o sobrenome artístico de Melville para homenagear seu escritor favorito, Herman Melville, autor do clássico Moby Dick, atuou em muitas frentes. Entre os anos de 1945 e 1972, foi ator, roteirista, diretor e produtor. Grande apaixonado pelo film noir americano, realizou alguns filmes policiais na França e influenciou a carreira de muitos cineastas, em especial os da Nouvelle Vague, e destacou atores como Jean-Paul Belmondo e Alain Delon. Bob, o Jogador, que ele dirigiu e escreveu, junto com Auguste Le Breton, pertence a esta safra. O Bob do título, vivido pelo ator Roger Duchesne, é um velho gângster que não consegue parar de jogar. Por conta disso, ele está “quebrado” e, para se recuperar, decide roubar um cassino. Quando Melville resolveu fazer filmes não encontrou apoio nos estúdios franceses da época. Isso fez com que montasse sua própria empresa e cuidasse pessoalmente de quase todas as etapas de uma produção cinematográfica. Seu estilo econômico e objetivo fez muitos seguidores. Basta ver Bob, o Jogador para entender o motivo de tanta influência.  

BOB, O JOGADOR (Bob le Flambeur – França 1956). Direção: Jean-Pierre Melville. Elenco: Roger Duchesne, Isabelle Corey, Daniel Cauchy, Gérard Buhr, André Garet e Guy Decomble. Duração: 98 minutos. Distribuição: Cult Classic.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 30 de abril de 2015

Uma resposta para “BOB, O JOGADOR”

  1. Para quem não conhece, uma ótima chance de entrar no universo de Melville.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software