A FOGUEIRA DAS VAIDADES

Filme do dia

Imagine um diretor talentoso. Um ator querido por suas comédias e estreando seu primeiro papel dramático. Um outro ator em ascensão após um sucesso inesperado. Um livro de um autor badalado. Tudo, simplesmente tudo, conspirava a favor da versão cinematográfica de A Fogueira das Vaidades. Dirigido por Brian De Palma, que vinha dos sucessos de Scarface e Os Intocáveis. Estrelado por Tom Hanks, que buscava novos rumos para sua carreira. E Bruce Willis, logo depois do estouro de Duro de Matar. Além do roteiro de Michael Cristofer, adaptado do best-seller homônimo de Tom Wolfe. O filme conta a história de Sherman McCoy (Hanks), um bem sucedido corretor de Wall Street. Certa noite, sua vida vira de ponta cabeça quando ele pega um caminho errado e vai parar no Bronx. Misture tudo isso com um jornalista ambicioso, Peter Fallow (Willis) e outras personagens sem muitos escrúpulos. A Fogueira das Vaidades faz jus ao título que tem. De Palma abre sua narrativa com um belíssimo plano-sequência e depois nos conduz por um mundo de especulações, aparências e dissimulações. A maneira sarcástica como ele retrata suas personagens não deixa dúvida alguma sobre o caráter delas. O mundo daquela época não estava preparado para se ver na telona. Esta deve ter sido uma das razões do fracasso do filme. Hoje, ele pode ser visto com outros olhos e ser reconhecido por suas muitas qualidades.

A FOGUEIRA DAS VAIDADES (The Bonfire of the Vanities – EUA 1990). Direção: Brian De Palma. Elenco: Tom Hanks, Melanie Griffith, Bruce Willis, Morgan Freeman, F. Murray Abraham, Kim Cattrall, Saul Rubinek, John Hancock, Kevin Dunn, Clifton James, Kirsten Dunst e Rita Wilson. Duração: 125 minutos. Distribuição: Warner.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 30 de abril de 2015

2 respostas para “A FOGUEIRA DAS VAIDADES”

  1. Gaby Branda disse:

    Engraçado ver esse post hoje porque estava pensando no Bruce Willis ontem. Peguei um trecho de um filme com ele na TV, chamado Substitutos, e fiquei refletindo… Acho estranho o rumo que atores como ele (e John Travolta, De Niro…) estão tomando. Eu lembro quando nos grandes filmes o nome deles sempre aparecia. Agora… Parecem meio à margem.

    Mas enfim. Quero ver Fogueira das Vaidades. Eu adoro essa fase meio Robert Downey Jr do Bruce Willis. Hihi. Quando ele era só charme e talento e tinha esse ar de “eu sei que sou assim, irresistível”. Beijão, Marden!

    Falei demais?

  2. Uma ótima visita a um De Palma!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software