PASSAGEM PARA A ÍNDIA

Filme do dia

Último filme dirigido pelo cineasta inglês David Lean, Passagem Para a Índia revela-se uma síntese das duas fases da carreira desse grande mestre do cinema. O filme consegue ser épico e intimista ao mesmo tempo. O roteiro foi escrito pelo próprio Lean, a partir da peça teatral de Santha Rama Rau, que por sua vez é adaptada do romance homônimo de E. M. Forster. A história gira em torno de duas inglesas: Adela Quested (Judy Davis) e a senhora Moore (Peggy Ashcroft). Elas chegam à Índia e sofrem hostilidades por conta do preconceito racial. Para alegria delas, o Aziz (Victor Banerjee), um gentil médico local, se oferece para guiá-las até as misteriosas cavernas Marabar. Algo inesperado acontece durante o passeio e isso termina por aumentar ainda mais a tensão entre estrangeiros e nativos. Lean, além do roteiro, também  montou o filme. Elegante como sempre, ele trafega com segurança pela fina linha que separa a cultura dos dois países e deixa como trabalho derradeiro um espetáculo de magnifica beleza. Indicado a onze prêmios Oscar, ganhou apenas dois: melhor atriz coadjuvante (para Peggy Ashcroft) e melhor trilha sonora (composta por Maurice Jarre).
PASSAGEM PARA A ÍNDIA (A Passage to India – Inglaterra/EUA 1984). Direção: David Lean. Elenco: Judy Davis, Peggy Ashcroft, James Fox, Alec Guinness, Victor Banerjee, Art Malik, Nigel Havers, Michael Culver e Roshan Seth. Duração: 164 minutos. Distribuição: MGM.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 9 de setembro de 2021

2 respostas para “PASSAGEM PARA A ÍNDIA”

  1. Um espetáculo dos mais belos. Vale assistir diversas vezes e diversas vezes encontraremos detalhes antes não observados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software