UM DIA DE CÃO

Filme do dia

A produção cinematográfica americana dos anos 1970, por mais paradoxal que possa parecer, dificilmente seria produzida na Hollywood atual. Os estúdios, todos eles, com raríssimas exceções, têm apostado apenas em refilmagens, franquias e adaptações de livros, quadrinhos e séries de TV. Além disso, temos hoje a forte patrulha do “politicamente correto”. A máxima do mercado é: “negócio certo é negócio seguro”. Histórias originais ou mais ousadas (para não dizer “adultas”), só se tiver por trás diretores como Nolan, Cameron, Spielberg ou Tarantino. Este quadro nos faz acreditar que um filme como Um Dia de Cão, que Sidney Lumet dirigiu em 1975, talvez não encontrasse a luz dos projetores no contexto do momento. Estrelado por Al Pacino, que vinha de uma seqüência de grandes papéis (as duas primeiras partes de O Poderoso Chefão e Serpico, também dirigido por Lumet), o filme continua impactante. Baseado em fatos reais, o roteiro foi escrito por Frank Pierson e apresenta dois amigos, Sonny (Pacino) e Sal (John Cazale), que decidem roubar um banco. Na verdade, Sonny precisa de dinheiro para bancar a cirurgia de mudança de sexo de seu namorado. O plano não sai bem como planejado e se transforma em um grande circo para a mídia. O experiente Lumet tira proveito máximo da trama e nos entrega uma obra carregada de múltipas texturas, suspense e grandes desempenhos de todo o elenco. Uma das obras máximas do diretor e também um dos grandes filmes dos anos 1970. Indicado a seis Oscar, ganhou apenas um, o de melhor roteiro.
UM DIA DE CÃO (Dog Day Afternoon – EUA 1975). Direção: Sidney Lumet. Elenco: Al Pacino, John Cazale, Charles Durning, Chris Sarandon, Sully Boyar, Penelope Allen, James Broderick, Carol Kane, Beulah Garrick e Sandra Kazan. Duração: 124 minutos. Distribuição: Warner.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 31 de agosto de 2021

4 respostas para “UM DIA DE CÃO”

  1. Sidney Lumet. Mestre Sidney Lumet.

  2. Tão anos 70 e tão atemporal. Cineastas: as salas de cinema estão carentes de obras como esta. Por favor, plagiem o mestre Lumet!

  3. Marcos Neves disse:

    Attica! Attica! Pacino na sua melhor forma. Cinema americano em uma de suas melhores fases.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software