SE7EN – OS SETE CRIMES CAPITAIS

Filme do dia, Slider

O primeiro filme dirigido por David Fincher foi Alien³. No entanto, devido às pressões e aos atritos que ele sofreu e teve com os produtores e com a Fox, ele simplesmente riscou o filme de sua lista. Para Fincher, Se7en – Os Sete Crimes Capitais, seu segundo trabalho como diretor, é na verdade, seu primeiro filme. A trama acontece ao longo de sete dias e conta a história de um jovem detetive de polícia (Brad Pitt), que se muda com a esposa (Gwyneth Paltrow) para Nova York. Em seu novo posto, ele é designado para trabalhar com o veterano (Morgan Freeman) e a dupla inicia a investigação de uma série de crimes que têm como inspiração os sete pecados capitais: gula, ganância, preguiça, vaidade, luxúria, inveja e ira. A dinâmica desses dois atores em cena é soberba. Fincher, trabalhando agora com um orçamento menor e sem as pressões do estúdio, realizou um policial que exala criatividade e originalidade por todos os fotogramas. O roteiro de Se7en, nas mãos de um diretor menos talentoso, poderia resultar em um filme convencional, cheio de mortes espetaculares e provavelmente com um final diferente. Fincher é mais sutil e rigoroso na condução de seu filme e impõe um estilo narrativo envolvente e um desfecho surpreendente e arrebatador. Isso prova a liberdade que ele deve ter tido durante a produção. Destaque para a seqüência com os créditos de abertura, que já dá o clima certo do que virá pela frente e para o segredo/surpresa em torno do ator que interpreta o assassino. Obrigatório.

SE7EN – OS SETE CRIMES CAPITAIS (Se7en – EUA 1995). Direção: David Fincher. Elenco: Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow, R. Lee Ermey, Andrew Kevin Walker, Daniel Zacapa, John Cassini, Bob Mack, Peter Crombie e Reg E. Cathey. Duração: 126 minutos. Distribuição: PlayArte.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 7 de janeiro de 2020

6 respostas para “SE7EN – OS SETE CRIMES CAPITAIS”

  1. O segundo trabalho de D.F. ser seu primeiro filme é justo: os americanos diferenciam “movies” de “films”, por considerarem – não sei se de forma objetiva ou subjetiva – os segundos como sendo “autorais”, e não “comerciais”, em detrimento do faturamento que a película pode render.
    Ou a declaração do cineasta é por terem metido a mão em seu corte de Alien 3, que é um case à parte.

  2. kiki disse:

    ESSE FILME É DEMAIS!!!!!!!!TODA VEZ QUE PASSA EU ASSISTO…DEMAIS…ENVOLVENTE, CRÍTICO…

  3. Jopz_B1B disse:

    Perfeito! Junto com SILENCIO DOS INOCENTES forma a comissão de frente dos filmes de SERIAL KILLER.

    JOPZ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software