O HOMEM QUE NÃO ESTAVA LÁ

Filme do dia

Os irmãos Joel e Ethan Coen têm como uma de suas marcas uma releitura dos mais diferentes gêneros cinematográficos. Eles conseguem se apropriar de comédias, dramas, suspenses e policiais acrescentando elementos pessoais às tramas que dirigem, sem desvirtuar as regras estabelecidas do gênero. E mesmo assim, seus filmes possuem uma assinatura inconfundível. Em O Homem Que Não Estava Lá, de 2001, eles não só revisitam o primeiro filme que realizaram, Gosto de Sangue, de 1984, como aproveitam para homenagear o cinema noir dos anos 1930 e 1940. O filme conta a história de Ed Crane (Billy Bob Thornton), um barbeiro que parece não existir, uma vez que ele quase não fala ou ri. No entanto, em um filme dos Coen, nada é o que parece ser. Uma história que começa simples e quase sem emoções, vai tomando rumos inesperados. Afinal de contas, a combinação triângulo amoroso, traição e dinheiro, quando bem executada, como é o caso aqui, é infalível. E a fotografia em preto e branco de Roger Deakins confere ao filme a atmosfera perfeita para a história que está sendo contada.
O HOMEM QUE NÃO ESTAVA LÁ (The Man Who Wasn’t There – EUA 2001). Direção: Joel Coen. Elenco: Billy Bob Thornton, Frances McDormand, James Gandolfini, Michael Badalucco, Katherine Borowitz, Jon Polito, Scarlett Johansson, Richard Jenkins e Tony Shalhoub. Duração: 116 minutos. Distribuição: Buena Vista.

MEU CANAL

ÚLTIMOS PODCASTS

Last modified: 2 de setembro de 2021

Uma resposta para “O HOMEM QUE NÃO ESTAVA LÁ”

  1. Não existe filme dos Coen que não mereça ser visto. Os motivos foram escritos pelo Marden e o restante, o próprio filme, qualquer filme deles, já se defende individualmente. Tenho dito!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

tabela de preço digitaltabela de preço açouguemídia indoortabela digitaltabela de preços digital para supermercadosmidia indoor software